Digite aqui a palavra-chave.




Home Page > Notícias > A autoridade, a lesma e a tartaruga

pinterest



A autoridade, a lesma e a tartaruga



Carlos Pimentel Mendes


O caos viário no entorno do Porto de Santos ndash; que a imprensa há mais de uma dé cada alertou que aconteceria, sem que fossem tomadas providências para evitá-lo ndash; chegou ao ponto de se começar a fazer comparações de velocidade com animais conhecidos por sua lentidão. Foi o que fez a Folha de São Paulo, em 20 de março, no infográfico Logística Tartaruga.

Para quem não viu, lembremos: um caminhão demorou 12 horas para percorrer 20 km na Rodovia Cônego Domênico Rangoni, que dá acesso à margem esquerda do complexo portuário santista, em Guarujá. Ou seja, teve a mé dia de 1,66 km/h. Ora, uma aranha, viajando a 2 km/h, faria o mesmo percurso em 10h37; um ser humano, andando a uns 5 km/h, faria tal viagem em apenas 4 horas. Até o porco entrou na comparação: a 17,7 km/h, precisaria de apenas 1h07 para chegar lá.

Reprodução: Folha de S. Paulo

Bem, a Folha esqueceu da tartaruga, que deu nome ao gráfico. Vamos lá: em terra, alcança 300 metros por hora, o que significaria fazer aquele percurso em pouco mais de 66 horas. Ok, tartaruga não precisa correr, nem levar contêineres nas costas. Ainda assim, já que tratamos de cargas a serem depois transportadas por navios, "justifica-se" a comparação: a tartaruga marinha nada a 20 km/h, ou seja, faria o fabuloso percurso em apenas 1 hora. Bem, dirá o leitor que caminhão não nada, não dá para comparar. Ora, já viu os últimos índices pluviomé tricos, leu sobre os alagamentos, as barreiras caídas nas estradas? Com tanta água, desconfio que a tartaruga poderia nadar na maior parte desse caminho...

E por quê falar tanto de tartaruga num artigo sobre logística? É que a tartaruga é bem mais rápida que a lesma, mesmo em terra. A lesma viaja a 1,5 milímetros por segundo, ou 54 metros por hora. Neste campo dos cálculos surreais, e lembrando que muitos comparam autoridades e lesmas, podemos calcular que uma lesma traria uma solução real para o caos nos acessos ao porto santista em 55 dias e meio, considerando agora o percurso de 72 km entre Santos e a capital paulista.

Verifica-se assim que a comparação entre autoridades e lesmas é injusta para estes moluscos gastrópodes (isto é , moluscos que andam sobre a barriga). As autoridades não andam sobre a barriga, elas empurram o problema com a pança. E são muito mais lentas que as lesmas, pois já demoram mais de dez anos para "percorrer" esses 72 km ndash; que a lesma faria em menos de dois meses (e a tartaruga, em terra, precisaria de exatos dez dias para percorrer!).

Os porcos foram també m injustiçados no gráfico, são mais limpos que certas autoridades, e muito mais rápidos. As aranhas apanham as presas em suas teias, da mesma forma que certos esquemas políticos dificultam as soluçóes, enredando os incautos... Mesmo com as teias, as aranhas são mais rápidas que qualquer caminhão a caminho do porto...

Vejam que nem comecei a falar de ferrovias, como insistem alguns de meus 17 leitores. É que, por hoje, o tempo - e a paciência - já se esgotaram. Preciso fazer agora uma "viagem" entre cidades da Baixada Santista. O que me aconselham: pegar carona na lesma, na tartaruga, na aranha ou no porco? Os caminhões são muito lentos. As autoridades, já descartei como opção...



Fonte da Notícia: http://www.portogente.com.br/portosdobrasil/texto.php?cod=36&txt=4221

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos