Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Ovelheiro Gaucho




Ovelheiro Gaucho

 ovelheirogaucho
País de origem: brasil
nome no país de origem: ovelheiro gaúcho
utilização: pastoreio
prova de trabalho: não regulamentada
sergio meira lopes de castro
presidente da cbkc
domingos josué cruz setta
presidente do conselho cinotécnico
colaboradores: paulo josé ramos de azevedo
milton almeida
leyla hias norte rebelo
telmo souza lima filho
impresso em: 29 de novembro de 20043
ovelheiro gaúcho
resumo histórico: é o cão do gaúcho, fiel e inseparável companheiro o rio
grande do sul (brasil), com sua vasta extensão territorial, sempre foi local propício à
agropecuária desde o remoto início do povoamento, quando começaram a perambular,
pela imensidão do pampa, os ameríndios, os primeiros aventureiros espanhóis e
portugueses, os campos foram enriquecendo devido às grandes manadas de eqüinos
provenientes de alguns cavalos e éguas que se salvaram de um naufrágio, em 1512, e
aos valiosos rebanhos de gado bovino, provindos principalmente das reduções jesuíticas
também a criação de ovinos começou a ter grande influência na economia local para
auxiliar no cuidado dos rebanhos, os cães passaram a ser utilizados com grande
aceitação
por serem descendentes de cães de pastoreio, têm grandes qualidades exigidas no
trato com as delicadas ovelhas, mas também sabem como comandar um rebanho bovino
quando necessário
o gaúcho aprendeu a dar valor ao seu inseparável companheiro, pois dois ou três cães
e um peão conseguem, sozinhos, dar conta do pastoreio de um rebanho em certas
propriedades, o peão é contratado em função do cão ovelheiro que possui
função: o ovelheiro gaúcho é um cão diretamente ligado ao trabalho do campo,
com a missão de acompanhar o peão em suas lides rurais, desempenhando a função de
conduzir as ovelhas, buscando-as no campo e levando-as a bretes e piquetes guardá-
las e protegê-las de outros animais e, até mesmo, de cães e de pessoas desconhecidas,
são também funções dessa raça
quando em trabalho, ao transferir as ovelhas do pasto, viaja ao lado do rebanho ou
atrás conduzindo-as, retomando em seguida à retaguarda para verificar as retardatárias
e as que, eventualmente, tenham se afastado do rebanho, a fim de mantê-las unidas
quando o rebanho se instala, os cães se deitam em posição de guarda na rotina de
trabalho, nas fazendas, é muito comum fazerem toda a lida sozinhos, dispensando,
inclusive, a companhia do peão podemos acrescentar que o ovelheiro gaúcho trabalha
não só com ovelhas, mas também com qualquer tipo de rebanho no pampa gaúcho,
quando se contrata um peão, é fundamental que esse saiba lidar com os cães um bom
ovelheiro substitui, com tranqüilidade, três homens, e um peão sem cão, vale meio
peão
aparência geral: de tamanho e estrutura medianos, com pelagem não muito
longa, possui grande resistência, agilidade e rusticidade4
temperamento: de fácil adaptação para atender os comandos, sem ser agressivo
com o rebanho dócil e amigável com as pessoas com quem convive
cabeça: de tamanho médio, proporcional ao corpo vista de cima, tem forma
triangular
região craniana
crânio: relação crânio-focinho 1:1
stop: moderado
região facial
trufa: de cor preta, nos preto e branco, podendo ser mais clara nos de pelagem dourada
e, nos merles, pode apresentar despigmentação parcial
focinho: forte e reto
lábios: comissura labial seca, bem pigmentada, escura, de acordo com a cor da
pelagem
dentes: mordedura em tesoura
olhos: amendoados, preferencialmente escuros; nos merles, pode haver um olho de 2
cores ou ainda, um olho de cada cor
orelhas: de inserção alta, triangulares, porte alto, eretas, semi-eretas ou pendentes
em forma de botão
pescoço: forte e sem barbelas
tronco
tronco: peito profundo e largo
dorso: forte e firme linha superior levemente elevada no lombo
lombo: curto e garupa levemente arredondada
linha inferior: levemente esgalgada5
cauda: grossa na raiz, de inserção alta, portada baixa, podendo enrolar na
extremidade, com pelagem longa na face inferior quando em trabalho, pode-se elevar
acima da linha do dorso
membros
anteriores: retos, paralelos, firmes, pés de lebre, com dígitos fortes
posteriores: com boa propulsão, bem angulados e jarretes curtos
pelagem
pelo: deve ser adaptado às intempéries e mudanças climáticas pelos médios e
abundantes pelagem mais rala nos cotovelos e jarretes
cor: todas as cores são admitidas
altura: machos e fêmeas: 55 a 65 cm
movimentação: grande potencial de locomoção com passadas largas e fluentes6
faltas: as gerais qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado
como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade
nota:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado


Confira Sugestões de nomes para seu novo filhote

Pets Nomes Clique aqui !


Divulge essa Página com seus amigos nas redes sociais abaixo:







Outras raças e espécies:
Pequeno lebrel italiano

Pequeno lebrel italiano

Cao tailandes de crista dorsal

Cao tailandes de crista dorsal

Lakeland terrier

Lakeland terrier

Romfohrländer

Romfohrländer

hokkaido

hokkaido

Terrier preto da Russia

Terrier preto da Russia

Alpine Dachsbracke

Alpine Dachsbracke

Labrador

Labrador

Grande azul de gasconha

Grande azul de gasconha

Outros Conteudos Animais



Dicas Veterinárias:


Estreitamento passagem nasal em cães


Doma verdadeira


Paralelos e dissonantes


A infecção por estafilococos em cães


A deficiência de sódio em cães


Ver todas as Dicas Veterinárias


Letras de Música com temas Animais:


Peixe vivo


O gato vinicius de moraes


Cavalos Do Cão


Reprocissão


Nós, Os Gatos


Ver todas as Músicas


Cinema, Filmes e Seriados:


O favor, o relógio e o peixe muito grande (the favour, the watch and the very big fish)


Meu maior amigo


Seefood um peixe fora d agua (seefood)


Mato sem cachorro


Nas montanhas dos gorilas


Ver todos os filmes e seriados


Livros

Cachorro magro


Eu não sou cachorro, não


Livro de banho galinha pintadinha


Cachorro tem cada uma


Passaro-camaleao, o



Ver todos os Livros


Colunistas


Carlos Cava


Prof. Bruno T. Lins Nextel: (11) 78948583 Rádio: 55*9*87702 Celular: (11) 86115904


Hemovet Laboratório e Centro de hemoterapia veterinária M.V. Simone Gonçalves CRMV SP 10141 Rua José Macedo, 98. Pq São Lucas F. 29188050


Rubia Burnier


Vanessa Castro Pesquisador Científico Laboratório de Doenças Bacterianas da Reprodução castro@biologico.sp.gov.br



Confira todos os Colunistas






Deixe seu comentários :




Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos
ConteudoAnimal.com.br ConteudoAnimal.com.br