Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Tetano em cavalos

pinterest



Tetano em cavalos


Tetano


Autor: Dr Marcelo Maia


 


O QUE É O TÉTANO


O tétano é uma doença causada por toxinas  produzidas pela bactéria Clostridium Tetani, caracterizada por rigidez muscular (tetânia), podendo levar à morte por parada respiratória ou convulsões. Os eqüinos são particularmente suscetíveis, mas a ocorrência é relativamente alta em animais que nunca foram vacinados ou que são vacinados de forma irregular.  A infecção se dá geralmente através de feridas acidentais ou cirúrgicas, que entre em contato com esterco contaminado. Os potros recém-nascidos estão sujeitos à infecção umbilical e este bacilo forma esporos com capacidade de persistência em solo contaminado durante anos. Nos eqüinos o acesso da infecção se dá com maior freqüência em lesões nos cascos (pregos, arame, escravas, brocas e etc), o cordão umbilical, aparelho genital e etc. 


 


FORMA DE TRANSMISSÃO


O Clostridium tetani é encontrado no ambiente (solo ou fezes) em todo o lugar, sendo sua infecção mais comumente por ferimentos, mas qualquer situação de anaerobiose (ferida cicatrizada) contaminada pode levar ao desenvolvimento do tétano. Quando a bactéria é inoculada em ambiente anaeróbico (sem utilização de oxigênio), os esporos germinam em sua forma vegetativa, que produz três toxinas, consideradas os principais componentes patogênicos. Tais toxinas são as tetanolisina, tetanospasmina e a toxina não espasmogênica.


 


SINTOMATOLOGIA CLÍNICA


* Andar rígido.
* Rigidez muscular generalizada, principalmente nos músculos de sustentação, o que leva a uma postura típica de “cavalete”.
* Opistótomos (olhar para o “olhar para o céu”)
* Trismo (“mandíbula travada”).
* Prolapso de terceira pálpebra.
* Hiperestesia (sinais de espasmos musculares podem ser exacerbados por ruído, luz ou estímulo táctil súbito).
* Febre e sudorese intensa.
* Hipóxia por comprometimento dos músculos respiratórios, podendo evoluir para paradas respiratórias.


 


FORMA DE DIAGNÓSTICO


Os sintomas clínicos e o histórico.


 


TRATAMENTO


O tratamento é baseado em: Antibióticos, soro antitetânico, relaxantes musculares, tranqüilizantes, analgésicos, antiinflamatórios. É uma doença de caráter emergencial, por isso chame um Médico-Veterinário de sua confiança para tratar seu animal, porque índice de mortalidade é alto.


 


PREVENÇÃO DO TÉTANO


A prevenção é feita pela vacinação, como por exemplo, vacinar no dia 01 e o reforço com 30 dias, repetindo anualmente. 



http://www.portaldoequino.com.br:3000/dicas/4

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos