Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais
pinterest


Instagram

Home Page > Dicas Veterinárias > Por que castrar ou n?o castrar c?es machos

pinterest



Por que castrar ou n?o castrar c?es machos


Por que devemos castrar os nossos c?es?
a castraç?o deve ser considerada se tiver um c?o ( macho) como animal de estimaç?o sem intenç?es reprodutivas do mesmo deve-se recordar a título de exemplo que os c?es de guia para cegos e outras pessoas com defici?ncias s?o castrados de forma rotineira

existem na castraç?o muitas vantagens e poucas desvantagens

quais s?o as vantagens de castrar o c?o?

a diminuiç?o do impulso sexual que resulta por sua vez num c?o é mais responsável e sem vontade de vaguear atrás dos cheiros emanados de uma cadela com o cio, bem como a diminuiç?o de determinadas agressóes

a cirurgia pode ser efectuada no tratamento de tumores testiculares e por vezes de infecç?es que envolvem a próstata é usada também controlar (testosterona) doenças dependentes de factores hormonais tais como tumores em redor do ânus

a castraç?o é eficaz para determinados problemas de comportamento e os c?es ent?o castrados tornam-se frequentemente mais meigos, mas n?o perdem nem a sua vivacidade nem a sua intelig?ncia desde que n?o seja permitido que se tornem obesos s?o t?o activos quanto os seus colegas inteiros
quais s?o as desvantagens?

a maioria das desvantagens assumidas como tal s?o falácias opini?es como as de que o c?o se tornará gordo, descaracterizado, in e útil como um protector, etc a obesidade é provavelmente a desvantagem mais citada a alimentaç?o efectuada através de uma dieta correcta permite controlar todos os problemas do gordura como faz no animal inteiro o c?o n?o se torna descaracterizado mantem as suas habilidades, a intelig?ncia, espirito brincalh?o e a afeiç?o

quando deve a intervenç?o cirúrgica ser realizada? trabalhos recentes mostram que a castraç?o do cachorro imaturo n?o tem nenhuma desvantagem e a técnica é mais simples, consequentemente sugere-se hoje que a operaç?o esteja realizada antes que o c?o esteja inteiramente na sua maturidade

há alguma alternativa a castraç?o cirúrgica?

a castraç?o química que envolve o uso de fármacos orais ou injectáveis está disponível mas n?o tem os efeitos permanentes que seguem a intervenç?o cirúrgica é acompanhada frequentemente por efeitos secundários

há algum perigo associado com a operaç?o? a castraç?o é uma cirurgia de rotina mas requer anestesia geral o risco n?o pode ser ignorado por completo mas com anestésicos modernos e procedimentos cirúrgicos eficazes como os disponíveis actualmente esta n?o deve ser uma causa que evite a cirurgia quando colocada na balança com os problemas que adv?m de evitar a mesma em animais novos o risco é significativamente mais baixo pois o tempo de cirurgia é menor

tendo em vista que a anestesia muitas vezes é um factor que assusta o dono cabe umas palavras sobre a mesma

que significa anestesia?

perda do sentimentos ou do sensaç?es quando nós falamos sobre a anestesia hoje referimo-nos geralmente a anestesia geral isto indica um estado de inconsci?ncia produzido por drogas com a aus?ncia de toda a dor sobre o corpo inteiro a que se alia o relaxamento dos músculos outros tipos de anestesia s?o usados nos animais como os anestésicos locais espinais que s?o destinados a circunstâncias definidas também em determinadas circunstâncias

n?o me preocupo em excesso?

ao preocupar-s em saber mais sobre o processo de anestesia o dono do animal que será submetido a uma intervenç?o está somente a mostrar-se preocupado com o seu animal, pelo que conv e ém em todas as circunstâncias, que este esteja bem informado

existem riscos na anestesia?

todos os anestésicos carregam algum risco e cada animal reage de forma diferente a estes nos e últimos anos anos foram introduzidas muitas melhorias na segurança e no eficácia do processo de anestesia o agente anestésico é preparado para cada animal idade, estado de saúde , procedimento a ser efectuado s?o todos considerados individualmente

é sempre necessário que o dono assine um formulário de consentimento da anestesia, cujo modelo foi estipulado pela ordem dos emédicos veterinários, n?o porque temamos algo de mal mas para enfatizar que o procedimento carrega alguns riscos e de que o dono foi informado dos mesmos o dono fica assegurado de que seu animal de estimaç?o estará a ser acompanhado e monitorizado com os melhores cuidados durante todo o procedimento e o período da recuperaç?o

como se procede?

que acontece quando entra o animal para a anestesia na altura da entrada, caso n?o tenha sido feito o acompanhamento pr e évio, o seu animal será examinado com cuidado para certificar-se de que nenhum problema se levanta que pudesse afectar a sua tolerância ao anestésico ser-lhe-á perguntado quando por e último comeu e bebeu xactamente o qu? a raz?o para esta é que se nós tivermos que anestesiar animais com um estômago cheio, este causa e ás vezes problemas de respiraç?o quando relaxada sob o anestésico um jejum de 12 horas antes da intervenç?o é indicado para evitar o vómito os agentes anestésicos voláteis modernos t?m uma menor probabilidade de causar problemas

que acontece em seguida?

uma induç?o será administrada hoje este é geralmente um sedativo e um analgésico esta combinaç?o assegura-se de que seu c?o n?o se preocupe esteja relaxado embora ainda acordado e ciente do que se passa ao seu redor o analgésico será administrado de modo que quando acorde n?o sinta dor ou desconforto da cirurgia

hoje existem muitos tipos diferentes de agentes anestésicos depois que a induç?o teve o tempo para trabalhar, a anestesia geral será induzida uma vez que o animal perca a consci?ncia será colocado um tubo endotraqueal que é conectado a uma aparelho de anestesia e a manutenç?o do anestesia começa para este um anestésico gasoso é usado geralmente junto com o oxig?nio isto assegura que o oxig?nio suficiente alcança o cérebro e os tecidos e permite ao mesmo tempo que as quantidades controladas do agente anestésico selecionado sejam administradas estes agentes t?m uma acç?o muito mais curta do que algumas das drogas injectáveis e consequentemente a anestesia pode ser controlada de uma forma mais precisa durante este período o paciente é monitorizado com cuidado e a taxa da respiraç?o e o ritmo cardíaco s?o verificados

os cálculos s?o feitos de forma a que quando o animal estiver a sair do bloco operatório já esteja a acordar e como já referimos, medicado de forma a existir um controlo de dor o animal vai para casa sempre completamente desperto e medicado de forma a n?o sentir dores


internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados Veja :


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Eng. Agr. Aliomar Gabriel da Silva, MS, PhD Celular: (16) 9 8149-7557 e E-mail: aliomargabrieldasilva@hotmail.com

bullet  Nélio Carrara F? Hannover Hipismo

bullet  Fernanda Aparecida de Gouv?a Oliveira Paro bióloga e crbio 43684/01 protetora animal independente educadora ambiental nanda_paro@yahoocombr

bullet  Dr. Carlos Artur Lopes Leite é médico veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Médica pela Carl von Ossietzky Universität (Alemanha). É também mestre em Medicina e Cirurgia Veterinárias pela UF

bullet  Macm Kennels Caixa Postal 611 Goiânia Goiás 74001970 Tel: +55 (62) 8111.3600 (62) 4053.8280 (11) 4063.1570

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Uro bullet  Emirbullet  Tazbullet  Einsteinbullet  Fuzzy
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Quais as formar de anunciar no Conteudo Animal?

bullet  Eu sou vet ou profissional do ramo e quero incluir dicas veterinárias

bullet  Como anunciar no ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Eu não encontrei material sobre meu pet ?

bullet  Conteudo Animal são gratuítos aos leitores ?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Raiva equina

bullet  Briga entre os c?es como neutralizar e acalmar a situaç?o

bullet  Tártaros

bullet  Lockjaw em c?es

bullet  Saiba qual a alimentaç?o ideal para a calopsita

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Disparada

bullet  O tempo não para

bullet  Pedaço de chão

bullet  Serpente

bullet  Mary loo

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  As nove vidas de fritz - o gato (the nine lives of fritz the cat)

bullet  Jurassic park ii

bullet  O cachorro que salvou o natal (the dog who saved christmas)

bullet  O gato do espaço (the cat from outer space)

bullet  Como cães e gatos (cats e dogs)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Amazonas aguas, passaros, seres e milagres

bullet  O encantador de cães

bullet  No meu peito não cabem pássaros

bullet  A arca de noé

bullet  Passaros sao eternos, os

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Cachorro Quente --> Tipo de Sanduíche

bullet  jacaré --> Aparelho, nas farmácias, se abertam rolhas tipo de Colher de Pedreiro peça fixa para desvio de trilhos ferroviários Terminal elétrico para ligações de fios de forma rápida e não permantes tipo de candeeiro de Querosene

bullet  Animalaço --> Ignorante

bullet  mico --> situação de vexame em público

bullet  Nome de Famosos --> Paulo Coelho,

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos