Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Pitiose equina

pinterest



Pitiose equina


 


Petiose-equina


Autor: Dr Marcelo Maia


 


O QUE É O PITIOSE EQUINA


A pitiose em eqüinos é uma doença que envolve a pele e o tecido subcutâneo, causada pelo Pythium insidiosum, um oomiceto aquático zoospórico, do reino Stramenopila, filo Oomycota, família Pythiaceae, encontrado, principalmente, em regiões pantanosas, com temperaturas médias superiores a 25ºC. Em eqüinos, P. insidiosum causa lesões cutâneas, progressivas, granulomatosas e ulcerativas, localizadas nas porções baixas dos membros e na região ventral toracoabdominal. Há relatos de lesões nos pulmões, linfonodos, intestinos e ossos.


 


FORMA DE TRANSMISSÃO


A forma de contaminação é feita através do contato dos cavalos com águas contaminadas onde poderiam atrair os zoósporos, os quais penetrariam e germinariam a partir de uma pequena lesão cutânea (pele). Há, também, a possibilidade de penetração dos zoósporos pelos folículos pilosos (pelo). Entretanto, hifas, esporos encistados e oogônias de Pythium insidiosum tem sido associados com a transmissão da pitiose.


 


SINTOMATOLOGIA CLÍNICA


Os animais com pitiose no aparelho locomotor apresentam claudicação, prurido, dor, apatia, inapetência, perda de peso e hipoproteinemia. O prurido e a dor levam os animais à automutilação, mediante mordidas e choques contra objetos rígidos.


 


FORMA DE DIAGNÓSTICO


O diagnóstico da doença é realizado pelos sinais clínicos, histopatologia, isolamento do agente e por técnicas imunológicas, como imuno-histoquímica, imunodifusão em gel e ELISA. Precisa ser diferenciada de outras lesões semelhantes, como a habronemose cutânea, tecido de granulação exuberente e sarcóide.


 


TRATAMENTO


Para o tratamento, existem três possibilidades de tratamento: cirurgia, quimioterapia e imunoterapia. Deve-se minimizar o quadro inflamatório instalado na ferida.


 


PREVENÇÃO DA ABRONEMOSE


Além da prática regular de vacinação, é importante adotar hábitos que diminuam a prevalência dos fungos na propriedade.


 


REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS


Enfermidades dos cavalos


 


src=



http://www.portaldoequino.com.br:3000/dicas/27

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos