Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Minha dona

pinterest



Minha dona


Desde que me descobri gente, tem um som que geralmente é inaudível para as demais pessoas, e que sempre soaram como o mais doloroso lamento para mim! O miado de gatinhos abandonados!

Desde pequena, cachorrinhos sarnentos, gatinhos abandonados, pombinhos que caiam do ninho, pardais, enfim, filhotes carentes de todas as espécies sempre tiveram um espacinho no meu coração e no de meus indefesos pais, que se alarmavam quando após um categórico não, viam escorrer as mais espessas lágrimas, e acabavam por dizer sim! Sabendo de antem?o, que o futuro do bicho não prometia, e que na sequuml;?ncia, viriam mais lágrimas, e muito mais espessas...

Através da observação aprendi muito cedo com essa bicharada toda, muita coisa sobre instinto, humanidade e divindade; e principalmente a separar o que é instinto animal no homem e o que é racionalidade. E com o meu pai aprendi a coisa mais dura, quem mata bicho, mata gente , ele estava coberto de raz?o, está aí essa sociedade violenta, matando e sendo morta banalmente!

...mas de gato em gato, o tempo foi passando, me mudei para um apartamento, e nada mais de gatos...

Mas depois de muitas outras histórias recheadas de miados, desrespeito a vida animal pelos moradores do Residencial onde moro, da maldade ou melhor dizendo, da imaturidade da maioria dos homens. Em uma noite chuvosa, no meio do meu caminho deparei com um bichinho todo amarrado com arame (as crianças tentaram fazer um guarda chuva para ele), ferido, sem conseguir mais se mexer e parecendo um p?ssego em calda, quando ele soltou aquele miadinho, conhecido meu de há muito tempo atrás, a raz?o me abandonou esqueci por completo que morava em apartamento, que os vizinhos iriam torcer o nariz, (meu pai tinha em nosso apartamento 23 periquitos), você já teve um pelo menos?

Ninguém de casa falou nada, aquele bichinho estava t?o mal! Sempre tive ração para os gatos de rua que vinham ao prédio e que eram o terror dos moradores, e dei a ele ração e leite, e foi nesse xato momento que o pessoal lá de casa passou a ter uma proprietária !



O gato, na verdade era uma gata , que minha m?e resolveu dar o nome mais sem graça que eu já
vi para um gato Lilica, ou Líli, para os mais íntimos.


Aquela hospede temporária , de imediato começou a mostrar a que vinha, mesmo trocando os dentes se recusava a tomar leite, ração era só de uma determinada marca, a água ela só tomava no vaso da sala, e a cada dia que passava ela ia ficando estranha e comprida, por mais que comesse sempre magrelona, mas todo patinho feio tem o seu dia de cisne, com o tempo ela ficou enorme, de pelos semi longos, linda para uma gatinha de beco!

Mas o pior ainda estava por vir!

Dizem que o animal é o espelho dos moradores...

... mas eu nunca vi um bichinho mais sem graça, não gosta que passe a m?o, odeia veterinárias, banho ent?o é uma tortura, não gosta de carne nem de leite, detesta visitas, aliás só gosta da visite de meninos , porém adora ficar bem no meio do caminho das demais visitas, principalmente daquelas que tem ojeriza a gatos! Só nos faz passar vergonha, a visite passa ela vai atrás cheirando, se tem bolsa ela sobe na bolsa para verificar o que tem dentro. Sabe-se lá o que é ter um policial dentro de casa! Ela vistoria o quarto de hóspedes, isto é, quando ela não entra e s sconde debaixo da cama, e que para remov?-la temos quase que retirar os móveis do quarto! Um bicho que provoca matinalmente a responsável pela limpeza (coitadinha, deve levar umas vassouradas, porque ela é muito impertinente)! O sofá da sala é o seu arranhódromo particular, por mais que se limpe o apartamento sempre tem pelo em algum lugar, quando alguém visite a biblioteca (dormitório da gatinha) se descuidarmos ela se senta no colo da visitea, para deixar bem claro que o apartamento todo é dela, mas que aquele cômodo em especial, é mais ainda! Se você se senta ao computador e deixa um espacinho livre na cadeira, ela descaradamente s ncaixa ali e não sai mesmo!

Você deve estar se perguntando, porqu? ninguém esfola essa gata viva?

Porque, oras porqu?, ela é a minha dona!

E depois como é que vou esfolar um bicho que faz gracinha o dia inteiro, dono da carinha mais bonitinha desse mundo, que dorme mansamente sobre as cadeiras , mas não sobe na mesa (somente quando está caçando uma temível e terrível borboleta, quando salvo a borboleta é uma decepção, ela fica injuriada), que não se senta no seu colo, mas que está sempre por perto..., um animalzinho que parece uma escultura de t?o perfeito, dono de uma elegância a toda prova. Um serzinho que se comunica com você através dos bigodes, da cauda e do olhar(e que olhar!), que não gosta de ser incomodado, mas que também não incomoda, curioso, medroso e brincalh?o. Que quando s spicha aos sol, s entrega t?o completamente, que te faz invejá-la imensamente!

Experimente, quando chegar perto de um filhote , observá-lo por alguns minutos, tocar o seu pelo macio, se gostar não resista, leve-o, você estará levando para casa uma obra de Arte, que se locomove sozinha e que com certeza mandará em você, e que você obedecerá prazerosamente!

Evelise



http://www.ciadogatopersa.com.br/artigos/artig4.htm

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  Vaca profana caetano veloso

bullet  Pavão pavãozinho

bullet  Não abra essa caixa com cobras confraria da costa

bullet  Passaro

bullet  Pedras Que Cantam

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Gatinha não brinca

bullet  O seu gato precisa arranhar

bullet  Nefrologia veterinária

bullet  Espasmo das patas traseiras em cães

bullet  Doença periodontal

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Luciana Leite Ribeiro dos Santos Médica veterinária CRMVSP 8298 www.spaces.msn.com/members/vetemcasa lulrs@yahoo.com.br

bullet  Darby de Lima
darbykpl@hotmailcom

bullet  UNESCO em Bruxelas, no dia 27 de janeiro de 1978

bullet  Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emerg?ncia e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterin

bullet  Carlos Artur Lopes Leite é médicoveterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Médica pela Carl von Ossietzky Universität (Alemanha). É também mestre em Medicina e Cirurgia Veterinárias pela UF

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Tubarao i

bullet  Babe, o porquinho atrapalhado

bullet  Mamãe virei um peixe (hjælp, jeg er en fisk)

bullet  Dogão - amigo pra cachorro (doogal)

bullet  Soltando os cachorros (the shaggy dog)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Os segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bullet  Um gato aprende a morrer

bullet  Passaros sao eternos, os

bullet  O gato que tocava brahms

bullet  Crianca, cachorro que fala!

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos