Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais


Instagram

Home Page > Dicas Veterinárias > Febre do vale do rift




Febre do vale do rift


A febre do Vale do Rift é uma zoonose viral aguda, que apresenta como agente etiológico um vírus RNA, pertencente ao gênero Phlebovírus, comumente transmitido por artrópodes, geralmente mosquitos infectados, em especial, os do gênero Aedes e Culex.


Esta doença foi relatada primeiramente no ano de 1915 em animais na África; contudo, o isolamento do vírus foi realizado somente em 1931, durante uma investigação epidemiológica entre os ovinos em uma fazenda no Vale do Rift, no Quênia. Nos anos de 1997 a 1998, houve um surto dessa doença no Quênia, Somália e Tanzânia e no ano de 2000 foram confirmados casos na Arábia Saudita.


Outra forma de contágio, por parte dos seres humanos, pode ser por meio de contato direto ou indireto com o sangue ou órgãos de animais infectados. Este vírus pode adentrar o organismo quando houver a manipulação de tecidos de animais durante o abate destes, em açougue, durante procedimentos veterinários, entre outros. Deste modo, certas profissões encontram-se mais suscetíveis, como magarefes, médicos veterinários, açougueiros e peões de fazenda. Existem evidências de que a transmissão também pode ocorrer por meio da ingestão do leite não pasteurizado ou cru de animais infectados.


O período de incubação do vírus varia de 2 a 6 dias. Os seres humanos podem apresentar sintomatologia variável. Habitualmente, os indivíduos infectados por esse vírus são assintomáticos ou manifestam uma forma branda da doença, caracterizada por febre, cefaléia, mialgia e alterações hepáticas. Em menos de 2% dos casos, a doença pode evoluir para febre hemorrágica, meningoencefalite, podendo também acometer o globo ocular. Quando o paciente manifesta a doença, inicialmente, observa-se febre, fraqueza generalizada, dor nas costas, tontura e perda de peso. Comumente, a recuperação ocorre dentro de 2 a 7 dias após o início da doença.


Dentre os humanos infectados, em torno de 1% morrem, enquanto que essa porcentagem é significativamente maior nos rebanhos bovinos, levando à  grande perda econômica em consequência de mortes e aborto dos animais infectados.


O diagnóstico dessa doença pode ser feito por meio de diferentes testes sorológicos, como o ELISA, que é capaz de evidenciar a existência de anticorpos IgM específicos para o vírus em questão. Outras técnicas que mostram a presença do vírus também podem ser realizadas, como a propagação do vírus (em cultura ou em animais inoculados), testes de detecção de antígeno e PCR.


Como a maioria dos casos em humanos é relativamente branda e de curta duração, não se faz necessária a realização de nenhum tratamento específico. Nos casos mais graves, é feito um tratamento suporte. Existe uma vacina para humanos produzida com vírus inativado; porém esta não está disponível comercialmente. Esta vacina tem sido utilizada experimentalmente para proteger médicos veterinários e funcionários de laboratórios com alto risco de exposição ao vírus da febre do Vale do Rift.


Diversas vacinas foram desenvolvidas para proteger os animais contra o vírus em questão. A primeira fabricada foi uma vacina viva que, quando administrada em camundongos, os resultados foram promissores, conferindo imunidade por 3 anos. Contudo, foi observado um problema: a administração dessa vacina em ovelhas prenhes, muitas vezes, resultou em aborto. Desde então, foram desenvolvidas vacinas atenuadas, porém estas conferem proteção somente após diversas inoculações.



Débora Carvalho Meldau

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Eng Agrônomo André Fabbrocini Gonçalves, atua na área de manejo de pastagem, segurança dos animais, nutrição, desenvolvimento de projetos http://www.andrefabbrocini.com.br/ (11) 93829722 e (11) 77435504 e nextel 96*40594

bullet  Gislaine Nonino Rosa CRMV 11291 Kingdom Pet Shop Av. Moraes Salles. 3183 Nova Campinas Campinas Fone: 32941126 / 32526885 / 91226711

bullet  https://upacfortaleza.wordpress.com/artigos/por que as pessoas dizem que nao gostam de gatos/

bullet  Vanessa Castro Pesquisador Científico Laboratório de Doenças Bacterianas da Reprodução castro@biologico.sp.gov.br

bullet  Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Yambo bullet  Lupitabullet  Zuncobullet  Vodcabullet  Nikita
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Como incluir notícias de seus clientes ?

bullet  Como ajudar o ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Quem escreve para o ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  As informações no ConteudoAnimal.com.br substituiem consulta veterinária?

bullet  Quais as formar de anunciar no Conteudo Animal?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Alimentação dos equinos

bullet  A indiferença humana levando outras espécies ao sofrimento e a morte

bullet  Animais com diarréia - o que podemos fazer?

bullet  Hiperplasia fibroepitelial mamária em felinos

bullet  Hábito e problemas alimentares iii

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Rato de academia

bullet  Receita de Mulher

bullet  Simples carinho

bullet  Fui no itororó beber água, não achei mas achei a bela santos, e por ela me apaixonei…

bullet  Cão

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  No olho do gato (dans l oeil du chat)

bullet  O gato de 9 caudas (il gatto a nove code)

bullet  O miado do gato (the cat s meow)

bullet  Uma dupla quase perfeita

bullet  A quinta execução

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Cachorro magro

bullet  Urologia e nefrologia do cão e do gato

bullet  A princesa e o sapo

bullet  No meu peito não cabem pássaros

bullet  Eu não sou cachorro, não

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Pardal --> Apelido dos aparelhos que medem a velocidade de carros em área controlada.

bullet  jacaré --> Aparelho, nas farmácias, se abertam rolhas tipo de Colher de Pedreiro peça fixa para desvio de trilhos ferroviários Terminal elétrico para ligações de fios de forma rápida e não permantes tipo de candeeiro de Querosene

bullet  Fazer Bichas --> praticar travessuras

bullet  Gato --> Homem bonito Ligação clandestina de Serviço Público engano, erro Pessoa que intermedia a contratação de pessoas ....normalmente no campo para trabalhar em plantações

bullet  Tartarugas --> Usadas para delimitar faixas de rodagem em ruas e rodovias

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos