Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Ceratite ulcerativa

pinterest



Ceratite ulcerativa


A córnea dos animais é formada basicamente por 4 camadas: Epitélio , estroma , menbrana de Descemet e endotélio. As úlceras corneais são soluções de continuidade de uma ou mais camadas da córnea ocasionadas por traumas físicos , químicos , infecciosos e etc...

Podemos classificar as úlceras pela profundidade da lesão : Úlceras superficiais quando vemos envolvido somente o epitélio corneal , úlceras profundas quando ocorre o envolvimento da camada estromal , descemetocele quando chega à menbrana de Descemet e ruptura ou perfuração corneal. Ao chegarmos à fase de ruptura em seguida teremos prolapso da íris pela ferida , vemos ainda outras estruturas intra-oculares se apresentando e subsequente desenvolvimento de endoftalmite.

Todo o tratamento de qualquer tipo de ulceração corneal começa a partir de sua provável etiologia.

Temos nas causas mecânicas as abrasões , os corpos estranhos , queratites de exposição , os entrópios , as alterações de cílios como as triquíases , as distiquíases e os cílios ectópicos. Nas causas infecciosas temos as infecções bacterianas , micóticas e virais. Temos ainda queratoconjuntivites secas , queratopatias bolhosas , queratopatias neurotróficas( paralisia de um ramo do nervo trigeminal). Praticamente todo animal com úlcera corneal tem dor, blefaroespasmos , epífora , descarga ocular purulenta , fotofobia , miose , edema corneal , perda da transparência da córnea . Toda a vez que houver algumas das condições acima é inprescindível se colorir o olho com tintura de fluoresceína. A fluoresceína possui solubilidade aquosa e se difunde e se fixa em meio aquoso. A camada corneal que possui solubilidade aquosa é a segunda camada , denominada estroma corneal. Em equinos de salto ou corrida é comum queratites de etiologia fúngica cicatrizarem mantendo uma mancha clara (leucoma ) extremamente dolorosa e fluoresceína negativa. Após o diagnóstico diferencial é necessário fazer-se um transplante corneal penetrante a fim de curar o problema. Alguns transplantes a maioria sofre rejeição mesmo sob Ciclosporina tópica acarretando perda da transparência no local do transplante porém o animal permanece sem dor o que por si só já é o sufiente para se tentar a cirurgia. As queratites fúngicas tem que sofrer tratamento com drogas tópicas antifúngicas como Pimaricina ou Miconazole. Culturas para identificação de microorganismos são por vezes necessárias. Dou sempre preferência a utilização de antibióticos aminoglicosídeos pois por vezes (a maioria ) temos envolvimento de Pseudomonas aeruginosa. Esta bactéria associada à normal cicatrização produzem ambas substâncias químicas conhecidas como proteases e tambem colagenases.Enzimas estas que digerem os tecidos e criam a figura comum em oftalmologia veterinária conhecida como "melting cornea " que quer dizer derretimento pois o que ocorre é a liquefação dos tecidos. Os corticosteróides tópicos potencializam enormemente essas substâncias , diminuem a força da cicatrização , da regeneração epitelial , endotelial e atividade fibroblástica.

As úlceras corneais devem ser tratadas conforme sua severidade. Os meios de tratamento cirúrgicos incluem uma variada gama de procedimentos que incluem , tarssorrafia , cobertura com retalhos de menbrana nictante transposições corneoesclerais e cobertura com retalhos de conjuntiva. Nunca deixe de usar fluoresceína em olhos doloridos e reacionais. Trate as úlceras conforme sua gravidade sempre lançamdo mão caso necessário de recursos cirúrgicos que podem salvar o olho de um paciente seu.



http://www.compuland.com.br/oftalvet/ceratite.htm

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  Oceanos suspensos anel dos anfíbios

bullet  Preciso me encontrar

bullet  Passaro de fogo e

bullet  Conversa pra boi dormir

bullet  Cê topa?

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Rearticulação glenoumeral em cão com utlização de fisioterapia no pós cirurgico ortopédico

bullet  Inflamação do fígado (supurativa) em cães

bullet  Por que fazer a tartarectomia?

bullet  Hérnia perineal em cães

bullet  Brigando como cão e gato

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Jo?o Kleinerdr jo?o alfredo kleiner dvm, msc especialista em oftalmologia e clínica cirúrgica geral acvo ophthalmology course wisconsin, madison ? 1998 e-mail: docjak@vetweb.com.br

bullet  Janaína Biotto, médica veterinária e diretora do Vila Chico Pet Hotel www.vilachicopethotel.com.br.

bullet  monica gil www.monijil.nom.br/canil caocia@globocom fone: (21) 2260 9427

bullet  Ricardo Assunção

bullet  Pet Care Hospital Veterinário de S?o Paulo (11) 3740 2152 (11) 3743 2142 Av. Giovanni Gronchi, 3001 S?o Paulo SP

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  A quinta execução

bullet  Netto e o domador de cavalos

bullet  Batman e robin (1949)

bullet  Silver a lenda do cavalo prateado the silver brumby

bullet  Um homem chamado cavalo (a man called horse)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  O cachorro e o lobo

bullet  Os segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bullet  Gato que gostava de cenoura

bullet  Urologia e nefrologia do cão e do gato

bullet  Gato viriato

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos