Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Berne

pinterest



Berne


Berne, tapuru ou dermatobiose é uma infecção produzida por um estágio larval, tipo de doença conhecida 1 da mosca Dermatobia hominis, popularmente conhecida no Brasil como mosca-varejeira2 , que infecta diversos animais, principalmente bovinos.


Sintomas

As larvas nos seus diferentes estágios possuem espinhos ao longo do corpo e ao se movimentarem de forma retrátil, alcançando constantemente o orifício de abertura para respirarem, provocam dores e irritação, em que o animal se torna irrequieto e estressado. Em infestações altas, há um emagrecimento, perda da capacidade produtiva e eventualmente a morte, principalmente se for jovem. Processos inflamatórios com pústulas acontecem com frequência, em alguns casos oriundos de uma reação inflamatória do próprio organismo animal, geralmente após estabelecida a larva ou quando ela morre dentro do nódulo. Em casos raros pode acontecer a instalação de miíases associada a mosca Cochliomyia hominivorax, complicando o quadro de parasitismo com processos infecciosos.

Tratamento

No caso de hospedeiro humano, a remoção da larva baseia-se em impedir a respiração da larva (por exemplo, com vaselina sólida ou com a colagem de esparadrapo na área do nódulo) e fazer a sua retirada cirúrgica. O berne deve ser morto antes de ser removido.3 Após, normalmente são procedidas a aplicação de éter iodoformado e a cobertura da lesão. É indicado o uso de vacina antitetânica.

A extração do parasita pode ser feita de várias formas, entre elas a asfixia do parasita, cortando o acesso de oxigênio. É comum o uso de um plástico sobre o local em que se encontra a erosão causada pelo parasita, assim, uma vez coberto o local, a larva projeta sua cabeça para fora da pele do hospedeiro em busca de oxigênio, facilitando assim a detecção da larva e a remoção dela.

Em animais, é recomendado o uso de antiparasitário, para facilitar a extração mecânica. A berne é muito encontrada em animais de fazenda que vivem em meio a muita sujeira e moscas contraindo assim o parasita.

Cuidados

Ao notar a presença de tal parasita no corpo de um animal ou de uma pessoa, existem alguns cuidados a serem tomados. É fundamental a procura de ajuda médica para a remoção da larva; caso, em uma tentativa caseira de remoção, o parasita acabe por não ser totalmente removido, é provável a ocorrência de complicações (infecções, por exemplo). A retirada desse parasita em animais tem que ser feita por um médico veterinário.

Infecções em humanos

No caso de hospedeiros humano a remoção da larva baseia-se em impedir a respiração dela (por exemplo com vaselina sólida ou colar um esparadrapo na área do nódulo) e fazer a retirada cirúrgica; depois, passar éter iodoformado e cobrir a lesão. Está indicado o uso de vacina anti-tetânica. Não é indicado espremer manualmente a região lesionada, mas este pode ser um recurso válido quando em zonas rurais longe de assistência médica. Neste caso, limpe bem a área machucada e cole um esparadrapo de forma que tampe bem o nódulo, isso impede a respiração da larva. Deixe este esparadrapo colado na área de um dia para outro, cerca de 24 horas. Passado este tempo, tire o esparadrapo e esprema a larva, observe que o parasita vai colocar o rabo (cauda) para fora do orifício, continue espremendo a mesma com toda a força, o rabo sai ainda mais e então a larva pode ser puxada para fora firmemente com o auxílio de um algodão.



http://pt.wikipedia.org/wiki/Berne

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  O gato vinicius de moraes

bullet  Beira Mar

bullet  Peão Apaixonado

bullet  Cê topa?

bullet  Tristeza do jeca

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Hérnia de disco e espasmos musculares em cães

bullet  Cadelas no cio (dicas sobre o assunto)

bullet  Como identificar e tratar a depressão animal

bullet  Lesão muscular em cães

bullet  Inflamação da pele, músculo, e vasos sanguíneos em cães

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  dr jo?o alfredo kleiner dvm, msc especialista em oftalmologia e clínica cirúrgica geral acvo ophthalmology course wisconsin, madison ? 1998 e-mail: docjak@vetweb.com.br

bullet  https://www.mochileiros.com/ataque de abelhas como se proteger e o que fazer t39822.html

bullet  Marcelo Pardini  http://www.infohorse.com.br/2017/10/13/precificacao/

bullet  Archivaldo Reche, professor de veterinária da USP.

bullet  Adriana Morales Médica Veterinária CRMV: 6467 Membro do Colégio Brasileiro de Oftamologia Veterinária. Avenida 11 de Agosto, 1693. Valinhos/SP Tel.: 19 38492522

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Confusão pra cachorro (dog gone)

bullet  Procurando nemo

bullet  Bolt - supercão

bullet  Pássaros livres (plumíferos - aventuras voladoras)

bullet  O gato do espaço (the cat from outer space)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Crianca, cachorro que fala!

bullet  Mais que um leao por dia

bullet  O cachorro e o lobo

bullet  Livro dos passaros magicos, o

bullet  Um gato indiscreto e outros contos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos