Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > 10 dicas para fotografar seu pet

pinterest



10 dicas para fotografar seu pet


Foto: Karen Parker

Fotografar um animal de estimação é tarefa difícil. Eles podem ser agitados ou parados demais, brincalh?es ou muito medrosos. E se não forem treinados ent?o, como fazer para que posem para a foto? Muitas vezes conseguir aquela imagem perfeita, digna de propaganda de ração, pode parecer impossível, mas, acredite, não é.

Confira algumas dicas de fotógrafos profissionais, especializados em capturar imagens de pets, para que você possa estampar com orgulho o focinho de seu bicho nas estantes da sala de estar e nas redes sociais.

1. N?o tenha pressa. Para conseguir uma boa foto de um animal, paci?ncia é essencial. Vanessa Fermino, da ag?ncia de fotografia FotoPets , conta que demora geralmente uma ou duas horas fotografando o animal - mas não podem ser corridas. O ideal é trabalhar em pequenas sess?es de 15 minutos para não estressar o animal , aconselha.


2. Observe os hábitos do seu pet. Algumas atitudes dos animais tendem a se repetir: cochilar em um canto específico da casa, levar o brinquedo favorito para cima e para baixo... Você está fotografando o seu pet, ent?o você é a pessoa que o conhece melhor , diz a fotógrafa britânica Karen Parker . Alguma das melhores imagens são aquelas que refletem um comportamento natural do animal , complementa.

FotoPets


3. Procure ficar no mesmo ângulo de visão do animal. Um erro comum é fotografar os animais do alto, da altura que os vemos normalmente e. Vanessa explica. Se o pet é fotografado de cima para baixo, as formas acabam distorcidas. Deite-se no ch?o sem medo, ajoelhe-se , diz. Mas Karen tem uma ressalva: você vai obter ótimos resultados fotográficos ficando no mesmo nível deles, mas vai ter que aguentar todas as lambidas! .

4. Evite usar o flash. O mais importante é procurar um lugar bem iluminado , aconselha Vanessa. Segundo a especialista, o flash assusta o animal e pode causar efeitos estéticos indesejados. Além de deixar o olho vermelho, a luz do flash ilumina o que está em primeiro plano e deixa uma sombra no fundo , constata.

5. Tome cuidado com a saúde do animal. Eacute; muito mais difícil conseguir um bom resultado se o animal está insatisfeito com algo. Certifique-se que scolheu um lugar arejado, que o deixa tranquilo. O bem-estar do pet é muito importante. Eles precisam ter água, comida e tempo de descanso , alerta Karen.

6. Se for um cachorro, atice-o. Cães são naturalmente brincalhóes, aproveit essa característica para chamar a atenção dele para a câmera. A gente tem que usar brinquedos, petiscos, coisas que eles gostam para que sintam vontade de nos agradar , explica Vanessa.


7. Se for um gato, evite-o. Uma vez que gatos são, em geral, arredios em relação a câmeras, umas das melhores opções é fotografá-los á distância, aproveitando a função zoom da máquina sempre com muita sutileza. A gente tem que fazer o máximo possível para os bichanos não notarem que estamos fotografando , diz Vanessa. Se os gatos não querem fazer algo, simplesmente não v?o fazer!", complementa Karen.

Karen Parker

8. Faça planos com anteced?ncia. Se seu animal de estimação for muito animado, o melhor é fazer um plano de ação para acalmá-lo e conseguir uma boa imagem. Certifique-se de que sab xatamente o que procura e dedique um tempo pensando no que pode fazer para ls"esvaziarrs" um pouco o clima de animação antes de começar a fotografar. Isso vai ajudar muito , garante Karen.

9. Use as funções da câmera digital. As máquinas fotográficas atuais cont?m uma série de modos pré-configurados, que podem ser selecionados de acordo com a situação. Para que a foto paralise um momento em ação, use o modo esportes e se precisa de mais luz, use prioridade obturador . Karen ainda destaca outro aspecto importante das câmeras digitais. Elas são bastante resistentes e aguuml;entam boas doses de terra e lama, o que é essencial! , brinca.

10. Procure captar a ess?ncia do animal. Cada cachorro, gato, papagaio ou lagarto tem uma personalidade própria. É função do fotógrafo captar isso e fazer com que a sensação de que aquele é um animal recluso, por exemplo, transborde pela imagem. Você sabe quem é o seu pet e o que o torna t?o maravilhoso e único. Conseguir refletir este caráter especial é o maior desafio , finaliza Karen.



Jeronimo Ribeiro http://www.showdebicho.com

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos