Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > As células tronco mesenquimais na medicina veterinária!

pinterest



As células tronco mesenquimais na medicina veterinária!


As células tronco mesenquimais na medicina veterinária


 


As células-tronco mesenquimais, são estudadas há algumas décadas, e foram descobertas, por acaso, em meados de 1970, por um cientista alemão, chamado Friedstein. A descoberta inicial foram com células-tronco da medula óssea, e então, novas fontes começaram a ser estudadas.


 


Hoje, na medicina veterinária, as células-tronco mesenquimais são de duas fontes principais, gordura e medula óssea. Essas células tem algumas características que as tornam importantes como ferramenta para o tratamento de diversas doenças:


 


  • Ação anti-inflamatória e imunomodulatória, pois as células tem capacidade de inibir ou inativar as células inflamatórias e imunomoduladoras, como por exemplo linfócito C citotóxico, macrófagos e linfócitos B.

  • Ação angiogênica, pois as células liberam angiopoietina, VEGF, que são fatores que incentivam a nova formação de vasos.

  • Ação regenerativa, pois as células tem estruturas muito pequenas, chamadas microvesículas, que tem a capacidade de interagir com o DNA da célula doente, modificando sua estrutura e melhorando sua função.  


 


Sabendo dessas funções das células-tronco mesenquimais, podemos pensar em algumas doenças que podem ser tratadas: 


 


Doenças articulares, como por exemplo, artrite, artrose e displasia coxofemoral;


 


Fraturas ósseas e não união óssea;


 


Doenças nos rins, como a insuficiência renal aguda e crônica;


 


Doenças de pele, como por exemplo a atopia;


 


Doenças gastrointestinais, como por exemplo gastrite, doença inflamatória intestinal;


 


Doenças oftalmológicas, como ceratoconjuntivite seca e úlcera de córnea; alterações hepáticas, entre outras.



Dra Renata Avancini Médica veterinária, formada pela Universidade de Santo Amaro em 2007. Mestre e Doutora em Ci?ncias pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de S?o Paulo (USP), em 2009 e 2012 respectivamente. Graduada em 2014 no Curso de Especialização em Produção e Sanidade de Animais de Biotério pela FMVZ USP. Experi?ncia em clínica geral, medicina regenerativa, biotecnologia com concentração em células tronco e experi?ncia em doc?ncia na disciplina de Anatomia dos Animais Domésticos. Professora de Anatomia Veterinária da Faculdade das Metropolitanas Unidas (FMU) e na Universidade Paulista (UNIP). Médica veterinária na CURAVET. Contato: contato@curavet.com.br

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos