Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Hiperplasia fibroepitelial mamária em felinos

pinterest



Hiperplasia fibroepitelial mamária em felinos


A hiperplasia fibroepitelial (fibroadenomatose, hipertrofia mamária felina, adenofibroma ou fibroadenoma) é uma proliferação benigna, não neoplásica dos ductos mamários e do tecido conjuntivo periductal de gatas jovens, geralmente com menos de dois anos de idade

esse distúrbio é mais comumente descrito em f?meas no início da gestação ou naquelas que est?o ciclando, mas tem sido observado, mais raramente, em machos, inteiros ou castrados, após administração prolongada de medicamentosá base de progestágenos; em cães a ocorr?ncia é extremamente rara

embora a causa seja desconhecida, há evid?ncias de que se trate de uma lesão hormônio-dependente, associada á ação de substâncias progestacionais naturais ou sint e éticas macroscopicamente, as tumorações na glândula mamária eram cobertas por pele, ocasionalmente ulceradas, e tinham superfície de corte brancacenta com nódulos multifocais mais pálidos de 2mm de diâmetro histologicamente, esses nódulos multifocais consistiam de proliferação ductal cercadas por crescimento abundante de tecido conjuntivo fibroso

a hiperplasia fibroepitelial mamária pode afetar uma ou mais glândulas mamárias, mas normalmente toda a cadeia mamária está envolvida essa alteração hiperplásica tem como característica principal o crescimento muito rápido, em torno de 3 a 4 semanas

a hiperplasia fibroepitelial mamária pode ser diagnosticada clinicamente por meio da anamnes do exame físico biópsias podem confirmar o diagnóstico presuntivo

internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos