Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Envelhecimento de cães

pinterest



Envelhecimento de cães


Você também tem um cão velhinho em casa? Que morre de frio o dia todo, que anda sem parar pela casa, e que depois de tanto caminhar em círculos para de repente e fica perdido, sem encontrar a caminha que está bem ao lado?



Boiadeiro Australiano


 


Pois é! Estes são sinais clássicos da idade avançada.


Assim como seus donos, os cães estão tendo vidas mais longas, mas poucos ultrapassam os 17 anos de idade (o equivalente a 84 anos na idade humana).


CURIOSIDADE: O cão mais idoso de que se tem notícia foi um Boiadeiro Australiano que morreu em 1939 com mais de 29 anos de idade. Em 2002, um collie de Somerset, Inglaterra, alimentado com uma dieta vegetariana, celebrou seus 27 anos de idade.


Idade das raças


As raças de porte grande tendem a não viver tanto tempo como as pequenas.


É importante levar em consideração os cuidados que devem ser tomados com os cães quando eles entram em suas fases de adolescência, pois, quando envelhecem, desenvolvem as mesmas doenças relacionadas a idade que afetam os idosos humanos.


Processo de envelhecimentocão


O processo de envelhecimento está associado a alterações progressivas e irreversíveis nos sistemas corporais que podem afetar o comportamento do animal.


Quando os sinais comportamentais são causados pelos efeitos do envelhecimento no cérebro, isto é conhecido como síndrome da disfunção cognitiva, que é caracterizado por um declínio nas funções de memória, aprendizado, percepção e consciência.


Estudo do caso e sintomas


Alguns estudos descobriram que mais de 50% dos cães com mais de 11 anos de idade tem pelo menos um sinal de declínio cognitivo.


Vou citar alguns sintomas relacionados:


  • Confusão, redução da percepção, déficits de orientação espacial;
  • Alteração nas relações sociais com pessoas ou outros animais;
  • Aumento de atividade locomotora (inquietação e comportamento repetitivo);
  • Redução da ansiedade: apatia e redução de resposta a estímulos;
  • Ansiedade (quando separados dos proprietários);
  • Alteração no ciclo de sono-vigília (esquema dia/noite invertido);
  • Problemas de aprendizado e a memória;
  • Sujeira doméstica (redução da capacidade de aprender ou lembrar de tarefas, comandos);
  • Alteração do apetite (aumento ou redução);
  • Aumento da irritabilidade;
  • Vocalização excessiva.

Tratando a velhice canina


A boa  noticia é que podemos tratar esses sintomas.


check-upPara isso, é importante sempre manter um check-up recente, para descartar outras possibilidades de qualquer problema físico ou de saúde.


Com tudo em ordem, iremos trabalhar para amenizar os sintomas da disfunção.


Hoje temos algumas opções na fitoterapia, o que particularmente, gosto bastante em geriatria, pois os idosos respondem bem e mais rápido, sem precisarmos agredir o organismo com drogas fortes e que causam dependência.


Enfim, envelhecer é preciso, porém sofrer não é necessário!!!



https://www.puppylook.com.br/blog/2016/06/28/envelhecimento de caes/

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos