Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Dicas Veterinárias > Zoonoses: corrida do ouro

pinterest



Zoonoses: corrida do ouro


Nosso país está passando por graves problemas sociais e o tema proteção animal é encarado com certo preconceito o que muitos governantes não percebem é que o perfil das pessoas que lutam pelos direitos dos animais mudou o defensor não é mais aquele que fica chorando pelo que está acontecendo, mas o que se informa, pesquisa e vai a luta apresenta sugest?es e trabalha não só em defesa do animal, mas também como um colaborador, quando lhe é permitido, dos órg?os de saúde pública
em nosso trabalho de defesa animal nos deparamos com situações desgastantes mas nenhuma que se iguala a que encontramos quando nos deparamos com a forma como são encaradas as zoonoses (doenças como raiva, leishmaniose, leptospiros toxoplasmose) em nome delas, são sacrificados milhares de cães e gatos no mundo inteiro, como se a vida destes animais não tivesse nenhum propósito neste planeta e o homem fosse o senhor absoluto do universo nas grandes metrópoles, e mesmo em pequenos povoados, assistimos á depredação do meio ambiente, á falta de saneamento básico, a seres humanos convivendo com o lixo e a miséria, a governantes corruptos desviando verbas e a situações cada vez mais caóticas a interfer?ncia no meio ambiente a interfer?ncia do homem no meio ambiente (desmatamento, acúmulo de lixo, circulação de animais, etc) causou danos irreparáveis ao planeta e fez aparecer, em zonas urbanas, doenças como leishmaniose, leptospiros outras consideradas de zona rural quando os detentores do poder se deparam com estas doenças, começam a combat?-las matando cães e gatos esquecem-se que estes são vitimas das ações depredatórias do homem e que também sofrem com a doença é fácil sacrificar animais indefesos, t?o fácil quanto é transferir a culpa pela incapacidade de resolver problemas t?o primários toneladas de inseticidas são utilizadas para combater este ou aquele vetor muitos animais são mortos e suas carcaças jogadas em lix?es a céu aberto ou em valas comuns prefeituras disputam, com estatísticas aterrorizadoras em m?os, verbas para combater esta ou aquela doença muitas zoonoses est?o emergentes devido á depredação do meio ambiente ou técnicas laboratoriais mais eficientes ou, que é pior, devido a pesquisas dirigidas com a finalidade de disputar as verbas federais, equipamentos para laboratórios ou para alimentar o ego de alguns pesquisadores o cão ou o gato são as primeiras vítimas caso tenham algum envolvimento com a doença a leishmaniose que agora se alastra pelo brasil, a leptospirose, ou outra, não importa qual doença, a dinâmica é a mesma prefeituras disputam verbas com suas estatísticas e defensores dos animais tentam em v?o salvar a vida de animais, vítimas inocentes se as verbas destinadas aos municípios fossem utilizadas para combater a raiz do problema, que com certeza não é o cão, nem o mosquito, nem o rato, mas a interfer?ncia do homem no meio onde vive, não teríamos tantas doenças que est?o levando tanto o homem e como o animal ao sofrimento a (ir)responsabilidade do homem a partir do momento em que o homem domesticou o cão e o gato, tornou-se responsável por alimentá-lo, supervisioná-lo e, inclusive, interferir em sua capacidade reprodutiva através da esterilização, evitando assim a superpopulação e a disseminação de doenças quanto ao rato, ao mosquito e a outros vetores, o homem contribui proporcionando o habitat para os mesmos como acúmulo de lixo esgoto a céu aberto as zoonoses, muitas vezes, nos parecem minas de ouro e , pois a cidade que mais apresentar problemas recebe maior verba e assim, ano após ano, veremos animais sendo sacrificados em nome da saúde pública, como foi o caso de araçatuba (sp), e agora é a vez de são borja (rs) estampar as manchetes qual será a próxima cidade? ainda estamos consternados com as perdas causadas pela febre amarela, que elevou muitos bugios a morte, alguns pela doença, mas a maioria morta cruelmente pelo bicho homem com a intenção de se proteger da doença agora perguntamos: quantas pessoas morreram de febre amarela no rio grande do sul e quantas morreram de problemas provocados pela vacina? cobrem estes dados dos responsáveis este maneira alarmista e insensível de proteger a saúde tem feito vitimas inocentes que, no caso da febre amarela, também atingiu os seres humanos com a leishmanios instalada e no rio grande do sul, veremos milhares de cães serem abandonados e suas mortes ser?o inevitáveis, mesmo que pesquisas confirmem que matar cachorros não reduz a incid?ncia da doença, mas as normas ditam: leishmanios em cães significa morte, fazendo do brasil o e único país que mata os cães soropositivos falta operador responsável para a máquina pública nós, cidad?os, estamos sustentando a máquina pública com o dinheiro de impostos, que são muitos, pagando para ver situações intermináveis de sofrimento de animais, e nenhuma solução de bom senso e o que ouvimos é que investir em vacinas (no caso de leishmaniose) não é interessante esterilização? nem pensar, não resolve o problema não somos sus cães e gatos mesmo que esterilizados continuam albergues de doenças est?o sujeitos ao extermínio a situação se assemelha ao que acontece no nordeste: a seca assola a regi?o, que recebe milh?es em verbas todo o ano, mas nenhuma é investida na raiz do problema que é a e falta de água a seca continua sendo a e mina de ouro e do nordeste precisamos fiscalizar as verbas estamos acostumados com lamentos: falta verba para a saúde , não é feita medicina preventiva neste país, etc se analisarmos todas as verbas que chegam aos nossos municípios para o combate a dengue, leishmaniose, entre outras, e somarmos a que chega para o meio ambiente, saneamento básico e muitas outras, veremos que na realidade não é t?o pouca como dizem nós, cidad?os, devemos nos unir e fiscalizar onde essas verbas est?o sendo gastas e cobrar para que sejam gastas na e raiz do problema e , caso contrário, estaremos sujeitos a passar o resto de nossas vidas vendo os nossos animais sendo bodes expiatórios de uma política de saúde pública enganosa e viciada como, até hoje, os nordestinos são vítimas da seca e fome somente através da mudança da política de saúde pública é que conseguiremos evitar que milhares de cães e gatos sejam sacrificados em nosso país, pois não importa a gravidade da doença pode ser a raiva, uma doença mortal, ou uma simples verminose: qualquer uma é motivo para sacrifício de animais dentro da política atual vivemos numa ditadura em que os sanitaristas t?m e poder de polícia nós temos que assistir o abuso praticado contra os animais em nome da saúde pública não importa qual o vetor nem a doença, o culpado pela disseminação do vetor e da doença sempre será o homem com a sua interfer?ncia no meio onde vive saúde se faz com educação, saneamento básico, respeito ao meio ambiente, erradicação da miséria fetivando políticas publicas com respeito a vida chega de matar animais em nome da saúde pública

internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  Mar e Lua

bullet  Maria bethânia – a menina dos olhos de oyá

bullet  O tempo não para

bullet  Rato de academia

bullet  Borboleta

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  4 passos para seu cão virar amigo da escova de dentes

bullet  Inseminação artificila em cães

bullet  Como devo alimentar meu persa ???

bullet  Inflamação dos nódulos linfáticos, trato intestinal (lymphangieasia) em cães

bullet  Você sabe dizer se seu gato está doente?

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  https://upacfortaleza.wordpress.com/artigos/por que alguns caes odeiam ficar sozinhos/

bullet  Mariana LageMarques Médica Veterinária graduada pela Universidade Paulista em 2002. Mestre em Cirurgia pela FMVZUSP em 2008. Sócia Fundadora ABOV (Associação Brasileira de Odontologia Veterinária), 2002. Faço atendimento odontológico móvel.

bullet  Tatiane Tancredo, estudante de Medicina Veterinária ANIMAL SHOP AGROPECUARIA E PET SHOP R. DOMINGOS TORDIN, 194 JARDIM MONTE VERDE, VALINHOS

bullet  Jeronimo Ribeiro http://www.showdebicho.com

bullet  Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em medicina e odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail ciromedvet@ig.com.br www.dentistadecavalo.com.br

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Confusão pra cachorro (dog gone)

bullet  Madagascar ii

bullet  Uma dupla quase perfeita

bullet  Aquele gato danado (that darn cat!)

bullet  Peixe grande e suas histórias maravilhosas (big fish)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  A arca de noé

bullet  Marley e eu

bullet  Crianca, cachorro que fala!

bullet  Sucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bullet  Sinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos